R E L V A D O T U G A • FUTEBOL TOTAL
Bem-vindo ao Fórum Relvadotuga.com. Entra já para esta comunidade Regista-te!

Jornal Internacional

Página 10 de 13 Anterior  1, 2, 3 ... 9, 10, 11, 12, 13  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Johny89 em 14.01.09 11:27

goleador escreveu:pois; mais vale beber umas bejecas!!!

Em Excesso é que faz mal, eu tomo 2 cafés por dia e chega perfeitamente ... Rolling Eyes Wink
avatar
Johny89
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 8173
Clube : FC Porto e FC Barcelona
Pontos : 2869
Data de inscrição : 04/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por goleador em 14.01.09 11:34

tambem eu, mas umas bejecas sabe sempre melhor
avatar
goleador
Jogador da Liga Vitalis

Número de Mensagens : 531
Clube : f c porto
Pontos : 153
Data de inscrição : 14/09/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Johny89 em 15.01.09 14:04

Polícia sem indícios do paradeiro do português desaparecido em Berlim



A polícia continua a procurar descobrir o paradeiro do jovem engenheiro português Afonso Tiago, desaparecido na madrugada de sábado, em Berlim, mas ainda não tem indícios concretos, disse hoje à Lusa fonte das autoridades alemãs.

O cidadão português, 27 anos, foi visto pela última vez junto à estação de comboios de Ostbahnhof, na parte leste da cidade, por um amigo que esteve pouco antes com ele numa discoteca "in" da capital alemã, o Berghain Panorama Bar.

Os dois jovens despediram-se às quatro da madrugada, depois de Afonso Tiago ter declinado o convite do amigo para o levar a casa de carro, presumindo-se que preferiu fazer a pé o trajecto de cerca de meia-hora.

A zona junto à estação de Ostbahnhof, onde há várias discotecas da moda, é muito frequentada, sobretudo aos fins-de-semana, altura em que há sempre muita gente nas ruas, sobretudo jovens, mesmo até altas horas da noite.

O mesmo sucede no trajecto que Afonso Tiago deveria ter percorrido até à sua casa no bairro de Kreuzberg, habitado sobretudo por turcos, mas também por muitas outras nacionalidades, devido ao ambiente cosmopolita.

Tal como uma jovem portuguesa residente em Berlim afirmou em mensagem colocada no blog, entretanto a funcionar para procurar Afonso Tiago, Berlim é uma das cidades mais seguras da Europa, onde até as mulheres jovens não receiam andar na rua durante a noite.

Tanto o bairro onde se situa a discoteca em que Afonso Tiago esteve na noite de sexta-feira para sábado, Friedrichshain, como o bairro onde reside num apartamento com outros jovens, Kreuzberg, são conhecidos pelo seu ambiente tolerante descontraído, diz a mesma internauta.

O blog para tentar encontrar Afonso Tiago foi editado em várias línguas (Português, Alemão, Inglês, Francês e Turco), tem fotos do jovem engenheiro, um mapa com o sítio onde foi visto pela última vez o o trajecto que devia ter seguido até casa, lista de referência na imprensa e formas de contacto.

Licenciado em Engenharia Mecânica e natural de Oliveira de Azeméis, o cidadão português estava a estagiar há cerca de seis meses na delegação de Berlim da Active Space Technologies, empresa portuguesa com sede em Coimbra que se dedica a projectos espaciais.

O chefe da delegação, Ricardo Nudalini, em declarações anteriores à Lusa, asseverou que Afonso Tiago é uma pessoa "muito responsável, que nunca faltou ao trabalho sem avisar".

Revelou ainda que estava muito satisfeito com o estagiário português, e que até já lhe tinha oferecido um contrato permanente, que Tiago parecia inclinado a aceitar.

Na segunda-feira, depois de Afonso Tiago não ter aparecido na empresa, e de várias tentativas vãs de ligar para o seu telemóvel, que estava desligado, o gerente da Active Space Technologies resolveu dar o alarme, contactando a Embaixada de Portugal em Berlim, que por sua vez avisou a polícia.

O caso está a ser acompanhado pela representação diplomática portuguesa, que tem tido contactos regulares com a polícia berlinense e prometeu todo o apoio possível aos familiares do desaparecido, alguns dos quais chegaram entretanto à capital alemã.

JN
avatar
Johny89
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 8173
Clube : FC Porto e FC Barcelona
Pontos : 2869
Data de inscrição : 04/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Johny89 em 16.01.09 6:33

Depois do "milagre do Hudson River", o "herói do Hudson"



Depois do acidente que surpreendeu Nova Iorque e o Mundo, é agora o piloto que está no centro das atenções. O piloto do Airbus que evitou uma catástrofe em Nova York é o novo herói dos EUA.

"O herói do Hudson", escreveu o New York Daily News na sua página na internet, elogiando o sangue frio de Chesley Sullenberger, um ex-membro da US Air Force de 57 anos.

O acidente, que aconteceu minutos após a descolagem do Airbus A320 da US Airways do aeroporto de La Guardia, foi provocado por uma colisão com pássaros, de acordo com as primeiras conclusões da Aviação civil americana (FAA).

O avião havia acabado de descolar com destino a Charlotte (Carolina do Norte), e os dois motores pararam, um deles aparentemente em chamas. O piloto pediu então aos passageiros que apertassem os cintos e se preparassem para o impacto.

"O avião ficou em silêncio. As pessoas começaram a rezar", contou Fred Baretta, um sobrevivente entrevistado pelo canal de televisão CNN.

Minutos mais tarde, Troy Keitt, um técnico de 46 anos entrevistado pela AFP, contava apartir do cais de Nova York: "Eu estava no cais 84 a apanhar o lixo e quando olhei, vi um avião a boiar. Achei que estava num filme".

O piloto, , conseguiu, apesar de nervoso, pensar numa estratégia, controlar avião e conduzir com mestria o aparelho até ao rio, evitando assim uma catástrofe em plena cidade de Nova Iorque.

Resgate dos passageiros

Muito rapidamente, enquanto o avião começava a afundar na água, a equipa de bordo conseguiu tirar os 150 passageiros, que logo de seguida foram resgatados por barcos que navegavam no Hudson e se apressaram na ajuda do resgate.

As imagens do salvamento mostram alguns dos passageiros à espera sobre uma das asas do avião, ao nível da água. Na quinta-feira, a temperatura do ar em Nova York era de 7ºC negativos e a da água, 6ºC.

O piloto foi o último a deixar o avião. "Falei durante muito tempo com o piloto. Ele percorreu o avião duas vezes depois de toda a gente ter saído. Certificou-se de que não havia mais ninguém a bordo", disse Michael Bloomberg, o presidente da Câmara de Nova Iorque.

"Aconteceu um milagre no Hudson", afirmou o governador do Estado de Nova York, David Paterson, enquanto a empresa Airbus recusou-se a comentar as causas do acidente e anunciou que uma equipa de técnicos, assim como membros do Escritório de Investigação e Análises, vão ser enviados a Nova Iorque para ajudar na investigação.

Lusa


Última edição por Johny89 em 17.01.09 16:29, editado 1 vez(es)
avatar
Johny89
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 8173
Clube : FC Porto e FC Barcelona
Pontos : 2869
Data de inscrição : 04/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por indomavel em 16.01.09 9:08

muito bem o piloto teve uma coragem incrivel
avatar
indomavel
Presidente do Núcleo Sportinguista

Número de Mensagens : 3130
Clube : Sporting/ Naval / Man. City
Pontos : 2016
Data de inscrição : 14/09/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Johny89 em 17.01.09 16:28

Israel anuncia cessar-fogo unilateral na Faixa de Gaza



O primeiro-ministro israelita Ehud Olmert anunciou este sábado que os objectivos da ofensiva militar contra o Hamas foram cumpridos e que as operações em Gaza cessam às 00h00 de Lisboa (2h da manhã em Telavive).

Vinte e dois dias após o início da ofensiva contra o Hamas em Gaza, Ehud Olmert declarou que o movimento islamita radical «foi gravemente atingido» e que «não será capaz de agredir Israel durante muito tempo».

«Quero dizer ao povo de Gaza que Israel não é vosso inimigo. O Hamas é o vosso verdadeiro inimigo. O Hamas é o nosso inimigo», declarou, acusando o movimento de ser como «um agente do Irão» e de «tornar sua refém metade da população palestiniana».

«Israel não vos odeia», disse Olmert aos palestinianos. «Apenas quisemos proteger as nossas crianças, e nunca magoar as crianças de Gaza».

O líder israelita afirmou ainda que «a paz com os vizinhos árabes é o principal objectivo do Governo» e reafirmou o compromisso para um acordo de paz e para a criação de uma solução de «dois estados» no Médio Oriente.

Olmert agradeceu «ao presidente egípcio Hosni Mubarak, pela sua liderança», bem como «ao presidente norte-americano George W. Bush e à secretária de Estado Condoleezza Rice» por terem «criado o ambiente necessário ao fim das hostilidades ao mesmo tempo que compreenderam o direito de defesa de Israel».

O chefe do Executivo israelita citou ainda o contributo fulcral da assinatura de um acordo de luta contra o tráfico de armas para Gaza, conseguido por egípcios e norte-americanos, e apoiado pela Europa - Gordon Brown já se disponibilizou para enviar forças navais para a zona, para apoiar a operação.

Foram também feitos agradecimentos a vários líderes europeus como Sarkozy, Brown, Angela Merkel e à presidência checa da União Europeia, bem como ao secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon, que apelou este sábado a que o cessar-fogo seja acompanhado pela retirada das tropas israelitas.

Vitória da diplomacia

Fundamental para esta decisão foi o acordo firmado entre Israel, Egipto e Estados Unidos para a luta contra o tráfico de armas para Gaza, visto como a principal ameaça para o estado judaico.

Os contornos finais do plano ainda não são conhecidos, com algumas fontes diplomáticas a afirmarem que são necessárias mais negociações.

Domingo, no Egipto, reúnem-se Ehud Olmert, Mahmoud Abbas, Hosni Mubarak, Gordon Brown e outros líderes para acertar os pormenores do "pós-guerra".

Mais de um milhar de mortos

O acordo pode significar o fim de uma ofensiva de 22 dias que matou mais de 1.200 palestinianos e agravou profundamente a crise humanitária de Gaza, território árabe controlado pelo Hamas. Treze israelitas morreram desde o início do conflito.

Só na noite de sexta para sábado, registaram-se 50 ataques contra Gaza. Há várias vítimas civis, incluindo três crianças e vários familiares de um reputado médico palestiniano, militante pela paz, que estava a ser entrevistado pela televisão no exacto momento do bombardeamento. Foram também disparados vários 'rockets' do Hamas contra cidades israeltias como Beer Sheva.

Israel arrisca-se mesmo a enfrentar acusações de crimes de guerra em instâncias penais internacionais, por iniciativa de várias organizações humanitárias e da agência local das Nações Unidas.

SOL
avatar
Johny89
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 8173
Clube : FC Porto e FC Barcelona
Pontos : 2869
Data de inscrição : 04/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Johny89 em 20.01.09 6:47

Detalhes escondidos da tomada de posse de Barack Obama

O 44.º Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, toma hoje posse perante o olhar atento de milhões de pessoas em todo o mundo. Detalhes como o nome completo de Obama, quem lhe sucede em caso de catástrofe ou quantos turistas estão em Washington D.C são questões que agora fazem correr tinta nos jornais norte-americanos.

O secretário da Defesa dos EUA, Robert Gates, passará o dia no relvado afastado da tomada de posse, porque foi escolhido para «sucessor designado» do presidente em caso de catástrofe, não podendo por isso assistir à cerimónia, explica o El Mundo.

O Governo dos Estados Unidos tem por tradição designar um sucessor presidencial, que permanece afastado dos eventos, principalmente os actos de grande importância, como o discurso anual sobre o Estado da Nação, que o presidente pronuncia antes de dar a palavra a ambas as câmaras do Congresso.

A ideia desta prática é que, caso ocorra algum tipo de catástrofe, exista uma pessoa com liderança clara à frente do país. Neste caso, a escolha de Gates é particularmente idónea porque se trata do responsável do Pentágono e porque ocupou o cargo durante o mandato do presidente George W. Bush, tendo Obama lhe pedido que continuasse.

Nome completo de Obama

O presidente eleito dos Estados Unidos usará o seu nome completo ao jurar o cargo, incluindo o seu nome intermédio, Hussein.

Obama colocará a sua mão sobre a Bíblia usada pelo presidente Abraham Lincoln em 1861 e jurará «preservar, proteger e defender a Constituição dos Estados Unidos» na qualidade de 44.º presidente dos EUA e primeiro afro-americano em exercício.

Para o líder da mesquita Muhammad em Washington, Yusuf Salim, será uma declaração de intenções. «Obama pode ser cristão, mas não pode negar as suas raízes, a sua herança. Hussein é um belo nome, que significa "bom" ou "bonito". Por que alguém haveria de hesitar em dizê-lo com orgulho»?, cita o El Mundo.

Invasão de turistas

A cidade de Washington está a ser invadida por milhares de turistas de todo o mundo que viajaram até à capital dos Estados Unidos com um objectivo comum: assistir à histórica tomada de posse.

Qualquer sacrifício parece pouco perante a ânsia de fazer parte da «história da mudança». E a vontade afecta tantos norte-americanos como estrangeiros que vieram de todo o mundo.

«Nunca pensei que viveria para o contar», afirma entusiasmada Ella Stenson, que chegou de Nova Orleães para o evento. «Não estava disposta a perder este momento», assegurou Ella, sobrevivente do furacão Katrina, que ficará em casa da irmã que vive em Washington, conta o El Mundo.

Outros tiveram menos sorte com o alojamento. Os hotéis e pensões, apesar de serem muitos na capital norte-americana, foram reservados com meses de antecedência. Os preços tinham enormes variações, mas o único requisito era não procurar alojamento à última hora.

Obama convida pessoalmente piloto que amarou no Hudson

Barack Obama, sem hesitar, convidou pessoalmente o piloto Chesley 'Sully' Sullenberger, 57 anos, para a sua tomada de posse. Graças à sua habilidade e controlo, Sullenberger evitou uma tragédia ao aterrar com êxito no rio Hudson em Nova Iorque, com 155 pessoas a bordo, que saíram todas sãs e salvas do acidente.

O herói do Hudson será acompanhado pela mulher Lori e pelas filhas. «Estão todos impressionados e é algo muito especial para eles», disse à NBC Newell Arnerich, autarca da cidade originária do piloto, Danville, Califórnia.

Cerveja Obama no Quénia

O Quénia está a atravessar uma onda de euforia com a tomada de posse já que o falecido pai de Obama nasceu e viveu neste país africano.

A cervejaria Senador oferece durante a cerimónia a cerveja especial ‘Presidente’, que foi fabricada em honra ao novo líder dos EUA. A tomada de posse será transmitida por todas as emissoras de rádio e televisão principais do país. Kisumu, no Oeste do Quénia, espera milhares de pessoas para a transmissão pública do evento num estádio de futebol.

SOL


Última edição por Johny89 em 21.01.09 11:48, editado 1 vez(es)
avatar
Johny89
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 8173
Clube : FC Porto e FC Barcelona
Pontos : 2869
Data de inscrição : 04/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Johny89 em 20.01.09 14:22

Obama pede nova era de responsabilidade



O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu hoje «uma nova era de responsabilidade» dos norte-americanos nas suas vidas e para o seu país no mundo, como força de cooperação e diálogo.

No seu discurso após o juramento como presidente dos Estados Unidos, Obama apelou aos valores fundamentais do seu país começar um novo capítulo na sua História.

«A nossa economia está enfraquecida, como consequência da avidez e da irresponsabilidade por parte de alguns, mas também pelo fracasso colectivo em tomar as decisões difíceis e preparar a nação para uma nova era», disse Obama.

Perante esses erros, Obama instou os norte-americanos a retomar o que fez dos Estados Unidos a nação que é: o trabalho duro, a honestidade, a coragem, a justiça, a tolerância e o patriotismo.

«O que nos é pedido agora é uma nova era de responsabilidade, o reconhecimento, por parte de cada norte-americano de que temos obrigações face a nós próprios, à nossa nação e ao mundo», disse.

No plano internacional, o novo presidente quis assinalar uma mudança em relação à administração anterior, apesar de ter agradecido seu antecessor pelo «seu serviço» aos Estados Unidos.

«A todos os povos e governos que nos vêem hoje, desde as maiores capitais à pequena localidade onde nasceu o meu pai: saibam que os Estados Unidos são um amigo de cada nação e de cada homem, mulher e criança que procura um futuro de paz e dignidade e que estamos prontos para liderar uma vez mais», afimou.

Recordou que os Estados Unidos derrotaram o facismo e o comunismo «com alianças sólidas e convicções fortes»

«O nosso poder só não nos pode proteger, nem nos dá direito a fazer o que nos apetece», disse.

Obama assinalou que os desafios actuais requerem que os Estados Unidos façam um esforço maior para promover a cooperação e o entendimento entre as nações, perante a ameaça nuclear e o aquecimento global.

O presidente norte-americano ofereceu «um novo caminho em direcção ao futuro» ao mundo muçulmano.

«Aos líderes que procuram semear o conflito ou responsabilizam o Ocidente pelos problemas nas suas sociedades - saibam que o vosso povo vos julgará pelo que conseguirem construir e não pelo que destroem. Aos que se agarram ao poder através da corrupção e do engano e silenciando a dissenção, saibam que estão do lado errado da História, mas que estenderemos a mão se estiverem dispostos a abrir o punho», declarou.

Lusa


avatar
Johny89
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 8173
Clube : FC Porto e FC Barcelona
Pontos : 2869
Data de inscrição : 04/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Johny89 em 21.01.09 14:05

Argentinos recebem rebuçados em vez de dinheiro como troco



A falta de moedas na Argentina está a provocar uma maneira diferente de receber troco nas pequenas compras dos quiosques. Em vez de moedas de 10 ou 25 centavos, os argentinos recebem rebuçados.

Quem comprar um chocolate, um pacote de pastilhas ou um maço de tabaco na Argentina, sabe que dificilmente receberá moedas de troco. Devido à inflacção e escassez de moeda naquele país sul-americano, os rebuçados são o troco mais eficaz, e muitas vezes obrigatório.

A "crise" começou nas moedas mais pequenas, de 10 centavos, mas evoluiu já para as restantes, atingindo mesmo as moedas de 1 peso, equivalentes a 22 cêntimos de euro.

A maioria dos argentinos lida bem com a situação, segundo um estudo recente, mas o problema é grave e provoca grandes transtornos.

Uma situação frequente, em Portugal também, é fazer uma pequena compra num quiosque - um jornal, pastilhas ou tabaco -, e receber moedas para comprar um bilhete de metro ou autocarro.

Neste momento isso é praticamente impossível na Argentina. Apenas três linhas de autocarros criaram "cartões" com valores pequenos que se usam para acrescentar a uma nota ou moeda de maior valor, para completar o custo de um bilhete. Na maioria dos autocarros ou bilheteiras vêem-se cartões a dizer "não há moedas" ou "só aceitamos dinheiro certo".

Os rebuçados são dados como troco não apenas nos quiosques ou pequenas lojas, mas também nos táxis e supermercados.

SOL
avatar
Johny89
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 8173
Clube : FC Porto e FC Barcelona
Pontos : 2869
Data de inscrição : 04/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Johny89 em 25.01.09 5:51

Piloto de Hudson recebido como herói na sua cidade natal



O piloto que conseguiu amarar um Airbus, cujos dois motores deixaram de funcionar sobre o rio Hudson, em Nova Iorque, a 15 de Janeiro, Chesley Sullenberger, foi recebido sábado como um herói na sua cidade natal, Danville, na Califórnia.
O piloto recebeu as chaves da cidade, na presença de três mil habitantes, reunidos na praça principal, decorada com bandeiras norte-americanas e cartazes de agradecimento: «Danville deseja as boas-vindas ao seu herói local».

«Falo em nome de toda a tripulação para vos dizer que fizemos simplesmente o trabalho para o qual nos formámos», afirmou o piloto, que sexta-feira comemorou o seu 58º aniversário.

Chesley Sullenberger, assim como os outros membros da tripulação, recusou fazer qualquer comentário sobre o acidente enquanto o inquérito prossegue.

Demonstrando um sangue-frio notável, o piloto conseguiu amarar o Airbus depois dos dois motores da aeronave terem deixado de funcionar, imediatamente após a descolagem do aeroporto Guardia, evitando assim que o aparelho se despenhasse numa zona densamente povoada e permitindo o salvamento rápido das 155 pessoas a bordo.

De acordo com o organismo responsável pelo inquérito, o National Transport Safety Board (NTSB), foram descobertas penas no motor direito do avião e as primeiras análises das caixas negras do aparelho parecem confirmar que a avaria dos motores se deveu a um impacto com pássaros.

O piloto dará a sua primeira entrevista a 8 de Fevereiro na CBS, anunciou a cadeia de televisão.

Lusa
avatar
Johny89
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 8173
Clube : FC Porto e FC Barcelona
Pontos : 2869
Data de inscrição : 04/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Johny89 em 25.01.09 11:15

Crise afecta Carnaval brasileiro este ano

A crise financeira mundial vai chegar ao Carnaval brasileiro deste ano, com as escolas de samba a verem os seus patrocínios reduzidos para as comemorações que decorrem entre os dias 20 e 24 de Fevereiro.

A crise e a apreciação do dólar face ao real estarão na origem da subida dos preços dos materiais - que dispararam cerca de 70 por cento face ao ano anterior - e do corte das verbas por parte dos patrocinadores, noticiou hoje a edição digital do diário Folha de São Paulo.

De acordo com o jornal, para este ano todas as escolas estão com os orçamentos mais apertados e por isso terão que «lançar mão à sua criatividade para adaptar os figurinos aos tempos de crise e procurar produtos alternativos, de forma a evitarem produtos importados».

As escolas não vão contar este ano por exemplo com os 12 milhões de reais (cerca de quatro milhões de euros) concedidos pela petrolífera Petrobras e pelas suas parceiras do sector, Braskem e Quattor.

A empresa estatal já adiantou que o patrocínio de 2008 foi «pontual» e não será concedido neste ano.

Apenas a escola Grande Rio conta com um patrocínio de 2,2 milhões de reais (cerca de 700 mil euros) para o seu enredo dedicado à França, concedido por empresas francesas e pela cidade de Nice.

«Este é, sem dúvida, um dos Carnavais mais difíceis da nossa história. As escolas estão com orçamentos mais apertados, mas a qualidade do espectáculo não pode ser comprometida», disse o presidente da Liesa, do Rio de Janeiro, a maior e mais importante escola do país.

A escola Viradouro, que homenageia o estado da Bahia, não recebeu qualquer apoio por parte das empresas da região e a Beija-Flor não conseguiu chegar a acordo com a multinacional Unilever, com quem esteve em negociações.

O apoio do município do Rio de Janeiro de quatro milhões de reais (cerca de 1,3 milhões de euros) atrasou-se um mês, o que também fez disparar o preço dos materiais.

O governo do estado do Rio de Janeiro concederá assim um apoio de 4,8 milhões de reais (1,6 milhões de euros) o que, juntamente com os direitos de televisão e a venda de bilhetes no sambódromo, deixam a cada escola do Rio de Janeiro 3,5 milhões de reais (cerca de 1,2 milhões de euros).

Lusa
avatar
Johny89
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 8173
Clube : FC Porto e FC Barcelona
Pontos : 2869
Data de inscrição : 04/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Johny89 em 26.01.09 7:29

Islândia: Governo demite-se após crise financeira



O primeiro-ministro islandês, Geir Haarde, anunciou hoje a renúncia imediata do seu governo, na sequência da crise económica que afecta o país há quatro meses.
O Partido da Independência, formação de centro-direita de Haarde, dividia o poder com os social-democratas desde Maio de 2007.

A renúncia em bloco do governo ocorre depois do primeiro-ministro ter anunciado na sexta-feira a convocação de eleições antecipadas para 9 de Maio, dois anos antes do previsto.

O governo islandês foi submetido a uma forte pressão por parte da opinião pública, que exigia uma prestação de contas devido à implosão económica do país.

O anúncio de Haarde de antecipar as eleições, às quaisele disse que não irá concorrer por motivos de saúde, não impediu que no sábado 5.000 pessoas exigissem nas ruas a renúncia do governo.

A Islândia, uma pequena ilha do norte da Europa de 320.000 habitantes, foi uma das primeiras vítimas da crise financeira mundial, por ter sustentado a tranquilidade financeira no sector bancário.

Lusa
avatar
Johny89
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 8173
Clube : FC Porto e FC Barcelona
Pontos : 2869
Data de inscrição : 04/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Pimentel em 26.01.09 13:18

Quando a Lua escondeu o Sol



O sudeste asiático e alguns países do hemisfério Sul assistiram, na noite de hoje, a um eclipse solar que durou quase quatro horas. O fenómeno, que ocorre quando a Lua se coloca entre a Terra e o Sol, pôde ser visto em países como a Indonésia, a Tailândia e as Filipinas, onde foi tirada esta fotografia.

Lusa
avatar
Pimentel
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 1970
Clube : Benfica & Naval
Pontos : 628
Data de inscrição : 18/09/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Johny89 em 27.01.09 6:02

Mulher deu à luz oito bebés vivos

Uma mulher deu à luz oito bebés, na Califórnia, encontrando-se todos em estado «estável», segundo a equipa médica responsável pelo parto que constitui o segundo caso de óctuplos nados vivos na história da medicina norte-americana.
Os seis rapazes e duas meninas, cuja mãe quer permanecer anónima, nasceram nove semanas antes de tempo, de cesariana, num hospital de Bellflower, a 30 quilómetros a sudeste do centro de Los Angeles, num parto que mobilizou 46 profissionais e quatro salas.

«Hoje (segunda-feira), vivemos um dia sem precedentes e pleno de excitação (...) quando a nossa equipa de 46 médicos, enfermeiras e terapeutas pôs no mundo oito bebés, todos nados vivos e muito vigorosos», afirmou Karen Maples, ginecologista-obstetra do hospital.

Maples adiantou que os bebés são prematuros e que pesam entre 820 gramas e 1,54 quilogramas.

Apenas setes dos bebés tinham sido detectados através de ecografia, tendo o oitavo sido um «choque», segundo a médica, que referiu que a cesariana durou apenas cinco minutos.

De acordo com o médico Mandhir Gupta, chefe da unidade de neonatologia do hospital, «todos os bebés (...) estão actualmente na unidade de cuidados intensivos, e encontram-se em estado estável».

O grupo proprietário do hospital emitiu um comunicado no qual garante que se trata do segundo caso de nascimento de óctuplos vivos nos anais da medicina dos Estados Unidos.

Se todos sobreviverem será um caso sem precedentes.

O primeiro nascimento de óctuplos, nos Estados Unidos (seis meninas e dois rapazes), registou-se em Houston, Texas, em 1998.

Uma das meninas morreu uma semana após o nascimento. Os sete restantes estão ainda hoje vivos.

Lusa
avatar
Johny89
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 8173
Clube : FC Porto e FC Barcelona
Pontos : 2869
Data de inscrição : 04/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Vitor Teixeira em 27.01.09 12:59

Fosgasseeee.. Aquilo é que foi trabalhar Laughing lol!
Mas deve ter custado bué a mulher, 1 filho já é o que é, quanto mais 8!! Laughing
avatar
Vitor Teixeira
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 2900
Clube : FC Porto
Pontos : 1211
Data de inscrição : 22/10/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Johny89 em 27.01.09 13:42

Vitor Teixeira escreveu:Mas deve ter custado bué a mulher, 1 filho já é o que é, quanto mais 8!! Laughing

FOI DE CESARIANA .... !!!!! Mad Mad Rolling Eyes Rolling Eyes Rolling Eyes Rolling Eyes Rolling Eyes
avatar
Johny89
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 8173
Clube : FC Porto e FC Barcelona
Pontos : 2869
Data de inscrição : 04/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Johny89 em 30.01.09 15:50

Obama perante «decisões difíceis» sobre o Iraque e o Afeganistão



O presidente norte-americano Barack Obama preveniu quarta-feira que vai tomar «decisões difíceis» relativas às guerras no Afeganistão e no Iraque, após a primeira reunião no Pentágono com chefes militares.

Contudo, o novo comandante em chefe não indicou se ainda pretende ordenar a retirada das tropas norte-americanas do Iraque em 16 meses, como prometeu durante a sua campanha.

Também não evocou o envio de importantes reforços para o Afeganistão, conflito que transformou na sua prioridade.

«Vamos ter de tomar decisões difíceis relativamente ao Iraque e ao Afeganistão, dentro em breve» , declarou, após uma reunião de 90 minutos com os chefes do Estado-maior dos diferentes corpos militares norte-americanos.

«Obviamente, a nossa primeira preocupação é perseguir as organizações extremistas que prejudicam o nosso país» , acrescentou.

Cerca das 17h00 locais (22h00 em Lisboa), Obama saiu «do tanque», uma sala de conferências ultra-protegida, na companhia do Vice-Presidente Joe Biden, antes de apertar a mão de vários oficiais e trocar algumas palavras com eles.

Obama indicou ter tido uma conversa «maravilhosa» com os chefes do Estado-maior, com os quais se reuniu pela primeira vez, na presença do secretário da Defesa, Robert Gates, e do chefe do Estado-maior, Michael Mullen.

«Discutimos o Iraque e o Afeganistão. Falámos de alguns dos riscos mais gerais que possam aparecer e da coordenação entre as nossas forças armadas e os nossos serviços civis» , declarou Obama.

«Também dissemos que é necessário pensar na saúde das forças armadas» , esgotadas por duas guerras em que assumiram a frente de combate, acrescentou.

O seu porta-voz Robert Gibbs anunciou mais cedo que o presidente vai revelar «relativamente depressa» como pretende retirar-se do Iraque.

Durante a primeira semana da sua presidência, Obama pediu aos responsáveis da defesa que planificassem uma retirada das tropas de combate do Iraque em 16 meses, de forma «responsável», sem colocar em perigo a vida dos 142 mil soldados norte-americanos estacionados no país.

O comando norte-americano no Iraque teme que uma partida demasiado rápida ameace o sucesso alcançado na área da segurança, numa altura em que o país se prepara para viver este ano vários escrutínios eleitorais.

Gates indicou que uma retirada em dezasseis meses figura entre «uma variedade de opções» em estudo, e preveniu terça-feira para um risco potencial «regressão» no Iraque.

Obama deverá aprovar em breve o envio de reforços para o Afeganistão, que considera como «a frente central da luta contra o terrorismo», e onde dezenas de milhares de soldados da NATO tentam conter uma revolta que tem vindo a ganhar força nos dois últimos anos.

O Pentágono, que já tem 36 mil soldados no local, prometeu enviar até 30 mil homens suplementares.

De acordo com Gates, Washington tem meios para enviar três brigadas (uma brigada conta entre 3.500 a 4 mil homens) «até do meio do verão».

Além disso, Gates considerou terça-feira que Washington deve fixar-se «objectivos limitados e realistas».

Lusa
avatar
Johny89
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 8173
Clube : FC Porto e FC Barcelona
Pontos : 2869
Data de inscrição : 04/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Johny89 em 31.01.09 15:17

Polícia italiana "roubou" centenas de milhares de automobilistas



Mais de uma centena de agentes da polícia italiana estão a ser investigados por integrarem uma rede que manipulava radares, semáforos e câmaras de vigilância para multar indevidamente centenas de milhares de condutores.

Segundo a imprensa italiana, os agentes da polícia alteravam a temporização dos semáforos para fazer os condutores passar com o sinal vermelho.

O sistema, que normalmente leva seis segundos a mudar de verde para vermelho, passou a mudar a luz dos semáforos em apenas três segundos, o que não é suficiente para uma paragem segura a velocidades elevadas.

A fraude terá atingido centenas de milhares de automobilistas em três centenas de locais, um pouco por toda a Itália, e rendeu mais de cem milhões de euros à rede criminosa.

Pelo menos 63 comandantes da polícia estão a ser investigados, juntamente com dezenas de agentes e os criadores do sistema de controlo de trânsito, havendo várias pessoas em prisão domiciliária.

SOL
avatar
Johny89
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 8173
Clube : FC Porto e FC Barcelona
Pontos : 2869
Data de inscrição : 04/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por goleador em 01.02.09 4:37

Agência policial que investiga caso Freeport dispensa funcionários por alegada incompetência diz Sunday Times


Dezenas de funcionários da agência policial britânica de combate a grandes fraudes, que está a investigar o caso Freeport, vão ser dispensados por alegada incompetência, noticia hoje o jornal Sunday Times.

O semanário britânico refere um relatório onde a falta de melhores resultados do Serious Fraud Office (SFO) é atribuído em parte ao facto de vários funcionários terem sido contratados e promovidos por favorecimento dos superiores e não pelas suas competências.

O relatório, da autoria da ex-magistrada norte-americana Jessica de Grazia, aponta ainda a falta de liderança e descontentamento entre os funcionários, apesar de estas críticas terem sido retiradas da versão tornada pública.

Como consequência, o jornal noticia que estão a ser oferecidas indemnizações elevadas para dispensar muitos dos trabalhadores do SFO, que tem um quadro de pessoal de mais de 300 advogados e investigadores.

Criado em 1988, o SFO é uma agência governamental britânica que investiga e age judicialmente em casos de fraudes complexas, normalmente superiores a um milhão de libras e que envolvam várias jurisdições nacionais.

Apesar de funcionar de forma autónoma, o seu director, Richard Alderman, que substituiu Robert Wardle em Abril de 2008, é nomeado pelo Procurador-Geral da República, que por sua vez é nomeado pelo primeiro-ministro britânico.

No ano passado, o SFO recebeu um orçamento de 42 milhões de libras (47 milhões de euros).

Actualmente, o SFO tem em mãos a investigação aos alegados pagamentos ilícitos por parte da Freeport para obter a alteração à Zona de Protecção Especial do Estuário do Tejo (ZPET), decidida três dias antes das eleições legislativas de 2002 através de um decreto-lei, quando José Sócrates, actual primeiro-ministro, era ministro do Ambiente.

Lusa
avatar
goleador
Jogador da Liga Vitalis

Número de Mensagens : 531
Clube : f c porto
Pontos : 153
Data de inscrição : 14/09/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Vitor Teixeira em 01.02.09 4:39

Agora só se fala desse assunto da Freeport por tudo lado..
Já tou farto de ouvir de falar disso Rolling Eyes
avatar
Vitor Teixeira
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 2900
Clube : FC Porto
Pontos : 1211
Data de inscrição : 22/10/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por m55 em 01.02.09 4:50

Já somos 2 Vitor....

Mas isto ainda tem muito pano para mangas lol xD
avatar
m55
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 2015
Clube : Sporting/E. Amadora/Real madrid/Manchester
Pontos : -139
Data de inscrição : 28/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Johny89 em 08.02.09 6:04

84 mortos na maior vaga de incêndios de sempre na Austrália



Pelo menos 84 pessoas morreram devido aos incêndios florestais que estão a devastar o sudeste da Austrália, e que já são os mais mortíferos de sempre, anunciou hoje a polícia.

Os incêndios alastram desde sábado em três estados do sudeste do país, sendo Victoria a região mais atingida pela catástrofe.

Um balanço anterior apontava para a existência de 65 mortos, e as autoridades reconhecem que os números poderão agravar-se, uma vez que muitos dos feridos sofrem de ferimentos graves.

Por outro lado, existem localidades fortemente atingidas pelas chamas onde a polícia e os bombeiros não conseguiram entrar, desconhecendo-se a situação de alguns moradores, o que leva as autoridades a reconhecer que os números de vítimas podem subir.

Com este novo balanço, estes incêndios são já considerados os mais mortíferos de sempre. Os fogos de 1983, que ficaram conhecidos como a «Quarta-feira de Cinzas», mataram 75 pessoas no estado de Victoria e no sul do país. O mesmo estado foi afectado também por intensos fogos em 1939, altura em que morreram 71 pessoas, na chamada «Sexta-feira Negra».

Ventos violentos atiçaram este fim-de-semana mais de 50 incêndios que se propagaram desde sábado nos Estados de Victoria, Nova Gales do Sul e aos arredores da capital, Camberra, onde a temperatura atingia hoje valores da ordem de 46 graus Celsius.

Dados divulgados pela polícia de Victoria, cerca das 20:30 (08:30 em hora de Lisboa), apontam para 750 casas destruídas e 330 mil hectares queimados.

Muitas das vítimas foram encontradas carbonizadas dentro dos carros, tendo sido apanhadas pelas chamadas quando tentavam fugir.

A polícia já reconheceu que alguns dos fogos podem demorar semanas a controlar e um bombeiro que está na zona disse que a frente de fogo tem várias centenas de quilómetros.

A zona mais atingida é Kinglake, situada a 80 quilómetros a norte de Melbourne, onde 550 casas foram destruídas e foram registadas 63 mortes.

As autoridades australianas prometeram punir severamente os incendiários que, segundo pensam, contribuíram para o início dos fogos.

«Alguns incêndios começaram em localidades onde só podiam ser ateados de propósito, nunca provocados por causas naturais», declarou um alto responsável da polícia do Estado de Victoria, Kieran Walshe.

A maioria das mortes ocorreu a noroeste de Melbourne, a segunda maior cidade do país e capital do Estado de Victoria, onde as chamas alastraram a bairros habitacionais inteiros e onde os incêndios continuam hoje fora de controlo.

Os responsáveis afirmam que as condições meteorológicas são piores este ano, devido a uma seca muito propícia à propagação dos incêndios.

Lusa
avatar
Johny89
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 8173
Clube : FC Porto e FC Barcelona
Pontos : 2869
Data de inscrição : 04/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Johny89 em 08.02.09 7:02

Norte-Americana de 56 anos cruzou o Atlântico a nado



Uma norte-americana de 56 anos tornou-se esta semana a primeira mulher a atravessar o Oceano Atlântico a nado. Jennifer Figge, da cidade de Aspen no Estado do Colorado, nadou mais de 3.000 km ao longo de 24 dias.

Figge partiu a 12 de Janeiro de Cabo Verde, África, e chegou na quinta-feira a Trinidade e Tobago, nas Caraíbas. A façanha foi divulgada este domingo.

Figge nadou dentro de uma estrutura de metal especialmente construída para protegê-la de ataques de tubarões. A norte-americana nadava, em média, oito horas por dia, acompanhada de um barco. Durante alguns intervalos, os tripulantes do barco forneciam bebidas energéticas à nadadora.

A façanha de Figge acontece dez anos após um nadador francês ter feito a primeira travessia transatlântica. Benoit Lecomte cobriu 6.400 km ao longo de 73 dias.

Lusa
avatar
Johny89
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 8173
Clube : FC Porto e FC Barcelona
Pontos : 2869
Data de inscrição : 04/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Johny89 em 08.02.09 12:07

Português descreve «cenário de guerra» na Austrália

Um pintor português que reside há vários anos no estado australiano de Vitória, afectado por incêndios sem precedentes, descreveu hoje situações de verdadeiro horror, com pessoas a serem carbonizadas dentro de carros quando tentavam fugir às chamas.

«Há quase 100 mortos. Isto é indescritível. Ninguém imagina», disse Luís Geraldes à Lusa numa conversa através de Messenger a partir do centro de refugiados onde se encontra.

Obrigado a abandonar a sua casa, na zona de Jumbuk, devido à aproximação das chamas, Luís Geraldes disse à Lusa que muitos dos mortos foram apanhados quando fugiam das chamas, em estradas bloqueadas pelo fogo ou por árvores caídas.

«O fogo começou na montanha, aqui por trás de Churchil, [sudeste de Melbourne]. Com ventos de 90 km/hora avançava 100 metros cada três segundos», descreveu.

«Percorreu as montanhas, uma a uma. As árvores queimadas iam caindo e as pessoas ficavam sem poder fugir. Mas só se apercebiam disso quando já estavam dentro dos carros, rodeados pelo fogo que os assava dentro do carro», disse.

«Na zona onde vivo as árvores têm cerca de 60 metros de altura e pareciam velas acesas como em Fátima. Depois explodiam», disse ainda.

Segundo referiu, o balanço provisório é de cerca de mil casas destruídas, num fim-de-semana onde a temperatura chegou aos 49 graus, e onde o vento forte fez alastrar as chamas - que já causaram 96 mortos - numa frente de centenas de quilómetros.

Actualmente no centro de deslocados em Churchil - «onde estão cerca de mil pessoas» - Geraldes admite que já tentou chegar ao mar, mas acabou por regressar porque também junto à costa havia incêndios.

«A minha casa escapou milagrosamente. Pelo menos por agora. Como outras, foi "bombardeada", pelo ar, com retardante de fogo. Mas nada garante que as coisas fiquem assim», disse.

«Muitos não tiveram essa sorte. O fogo teve um comportamento estranho, mudava a cada momento, criando turbilhões. As árvores pareciam bombas a arrebentar com a acumulação de gás», acrescentou.

Afirmando que fugiu de casa na manhã de sábado, quando o fogo se aproximou, Luís Geraldes descreve a destruição de várias casas próximas, onde também os veículos foram atingidos pelas chamas e explodiram.

«As garagens com carros explodiam. Ninguém imagina. Os animais, cangurus e wombats [marsupial australiano], fugiam da floresta e vinham ter com as pessoas como se fossem crianças», disse.

Como muitos dos habitantes da extensa zona afectada pelos incêndios, Luís Geraldes diz que não pode voltar a casa «nem sabe quando» o poderá fazer, explicando que, em muitas zonas, continuam carros bloqueados nas estradas.

«O balanço vai aumentar. Há estradas onde a polícia nem conseguiu chegar. Não podem ter acesso às estradas. E há lá pessoas», disse.

«Ninguém acredita. O fogo foi tão intenso que até estruturas de metal derreteram. Isto parece uma zona de guerra. Os comboios deixaram de trabalhar, as linhas dobraram com o calor e vão ter que ser todas mudadas», disse.

«Houve alturas em que o céu até perdeu a luz. Criou-se um capacete negro e as cinzas e as folhas, levadas pelo vento, caíam como neve por todo o lado e espalhavam ainda mais os incêndios», disse.

«Os hospitais estão cheios de pessoas com mais de 50 por cento de queimaduras. É horrível», sublinhou. «Há muitos voluntários, bombeiros e até militares a ajudar. Mas ninguém sabe quando isto pára», concluiu.

Lusa
avatar
Johny89
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 8173
Clube : FC Porto e FC Barcelona
Pontos : 2869
Data de inscrição : 04/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Johny89 em 09.02.09 10:14

Austrália: nº de mortos em incêndios ascende a 171


O número de mortos na sequência dos incêndios que devastam a Austrália ascende a 171, nos estados de Victoria e Nova Gales do Sul, de acordo com estimativas oficiais.
Entretanto, o governo australiano mobilizou cerca de 200 militares do exército, da Aeronáutica e da Marinha para, ao lado de 3 mil bombeiros e milhares de voluntários, tentarem conter os incêndios florestais.

As autoridades alertaram hoje a população que o pior ainda não passou.

Os serviços de emergência temem que o número de vítimas ultrapasse os 200, já que cerca de 100 pessoas estão desaparecidas e ainda há focos de incêndio fora de controlo.

Estão contabilizadas mais de 750 casas destruídas, 3.400 quilómetros quadrados queimados e cerca de 14 mil casas sem energia eléctrica.

A polícia acredita que parte dos incêndios foi causada por fogo posto, tendo já sido indiciados dois homens, acusados de ter iniciado os incêndios em Nova Gales do Sul.

«Não há palavras para descrever, é um massacre», disse o primeiro-ministro, Kevin Rudd, que visitou a região, acrescentando: «O número de mortos está a subir e temo que aumentará ainda mais».

Cerca de 5 mil pessoas foram retiradas do local onde viviam e muitas perderam tudo o que tinham.

Há centenas de pessoas a dormir em carros e abrigos comunitários. As cidades de Marysville e Kinglake, no estado de Victoria, ficaram quase completamente destruídas.

O incêndio florestal atingiu várias cidades na noite de sábado, destruindo tudo no seu caminho. Muitas pessoas morreram em carros quando tentavam fugir. Outras foram encontradas nas suas casas. Centenas de pessoas estão internadas em hospitais, com queimaduras e problemas respiratórios.

Lusa
avatar
Johny89
Uma Lenda Viva

Número de Mensagens : 8173
Clube : FC Porto e FC Barcelona
Pontos : 2869
Data de inscrição : 04/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jornal Internacional

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 10 de 13 Anterior  1, 2, 3 ... 9, 10, 11, 12, 13  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum